Jornada “O Livro: uma trajetória”

acervo, Acervo raro no Brasil, história do livro, livros
Jornada do PLANOR
Data: 
19/5/2009
Período e horários: 
9h às 17h
O Plano Nacional de Recuperação de Obras Raras – Planor realizou no dia 19 de maio de 2009 a Jornada “O Livro: uma trajetória”, um ciclo de palestras apresentadas por servidores da Fundação Biblioteca Nacional, que procurou traçar em linhas gerais a história e evolução do livro. Foram oferecidas gratuitamente 50 vagas para servidores da FBN e 50 vagas para estudantes das áreas de Biblioteconomia, Arquivologia, Museologia e História, com direito a certificação.

As inscrições tiveram início no dia 28 de abril de 2009 e as vagas foram totalmente preenchidas no dia 1º de maio. A Jornada foi realizada no Auditório Machado de Assis, no prédio sede da Biblioteca Nacional, das 9h às 17h.

Estiveram presentes na abertura do evento a diretora do CRD, bibliotecária Mônica Rizzo, e a gerente do PLANOR, bibliotecária Rosângela Rocha Von Helde. O evento contou com um público de 123 participantes, incluindo alguns ouvintes da própria Instituição.

Descrevendo um panorama geral da Jornada, a bibliotecária Ana Lúcia Merege, da Divisão de Manuscritos, fez uma introdução à História da Escrita, compreendendo a importância do registro do conhecimento para a humanidade e a História dos sistemas de escrita. Em um segundo momento, abordou o livro no ocidente medieval, a cultura escrita no contexto cristão, as inovações técnicas, como o códice, o pergaminho e o papel de trapo, a produção do livro nos scriptoria, e a circulação do livro e da informação na sociedade medieval.

O historiador Jorge Ricardo C. de C. Raposo da Câmara, do Plano Nacional de Recuperação de Obras Raras, tratou do livro e da escrita na Roma Antiga, enfocando o acesso à cultura literária numa sociedade dominada pela oralidade, as técnicas de escrita, a composição e o acondicionamento dos rolos de papiro, e a transição do rolo para o códice no final do Império Romano.

A restauradora Maria Aparecida Vries de Marsico, do Laboratório de Restauração, descreveu o surgimento da encadernação moderna e seu desenvolvimento através dos séculos, a encadernação como proteção e preservação, a definição e nomenclatura do livro, os estilos de encadernação e sua restauração.

A bibliotecária e professora da UNIRIO, Ana Virgínia Pinheiro, Chefe da Divisão de Obras Raras, abordou o livro desde o surgimento da imprensa até o livro eletrônico, os métodos e funções da produção dos registros de conhecimento no âmbito da produção de Livros Raros, através de dois grandes períodos históricos: a modernidade, do século XV ao XIX e a contemporaneidade, nos séculos XX e XXI.

A bibliotecária Ângela Maria Monteiro Bettencourt, Coordenadora de Informação Bibliográfica da FBN, apresentou a Biblioteca Nacional Digital e demais projetos de cooperação em que a Fundação Biblioteca Nacional está inserida, encerrando assim o evento.

O PLANOR pretende realizar uma nova edição da Jornada a fim de atender as inúmeras solicitações de servidores, estudantes e profissionais que não conseguiram confirmar sua participação.

Local

Auditório Machado de Assis

Rua México s/n Rio de Janeiro, RJ 20031-144
19 de maio 2009 - Mônica Rizzo na Jornada "O Livro: uma trajetória".
19 de maio de 2017 - Rosângela Von Helde na Jornada "O Livro: uma trajetória".