Informações sobre ações de proteção e segurança do patrimônio e planejamento de melhoria contínua

quinta-feira, 6 de setembro de 2018.
Institucional
segurança
A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) vem a público trazer uma série de informações sobre as ações já em vigor de proteção e segurança do patrimônio sob sua guarda, bem como aquelas que integram seu planejamento de melhoria contínua.

Fachada da Biblioteca Nacional vista a partir da Avenida Rio Branco

Vista exterior da fachada da Biblioteca Nacional a partir da Avenida Rio Branco.
Vista exterior da fachada da Biblioteca Nacional a partir da Avenida Rio Branco.

Sistema de segurança contra incêndio do prédio sede da FBN

  1. Sistema implantado e operante:
    1. Combate a incêndio:
      • Rede de hidrantes internos - 15 unidades.
      • Hidrante de passeio (acesso ao carro pipa) -  1 unidade.
      • Extintores (CO2, água e pó químico) - 260 unidades.
      • 12 brigadistas que se revezam em turnos de 3 por 24 horas.
      • Reserva técnica de água de incêndio compatível com o número de hidrantes.
      • Casa de máquina de incêndio - 2 bombas.
      • Sala-cofre destinada ao acervo já digitalizado e equipada com sistema automático de combate a incêndio por inundação com CO2.
    2. Sistema de prevenção:
      • Sistema de detecção e alarme – 300 detectores de fumaça tipo aspiração e tipo beam. O sistema foi aferido recentemente por empresa de manutenção especializada, em 14 de agosto de 2018.
      • Central de monitoramento do sistema de detecção e alarme, com 76 câmeras dotadas de infravermelho.
      • Sinalização de rota de fuga e Plano de Gerenciamento de Risco, Salvaguarda e Emergência.
      • Contrato vigente de manutenção predial nas seguintes especialidades: elétrica, hidrossanitária, climatização e extintores, supervisionado por corpo técnico efetivo.
      • Sistema de para-raios SPDA, com descarga vertical pela estrutura metálica, conforme norma do CBMERJ – Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro;
  2. Ações de aprimoramento do sistema existente, conforme processo E27/14681/11210/2018 aprovado pelo DGST/CBMERJ em 24/08/2018.
    • Acréscimos de 5 novos hidrantes internos.
    • Redistribuição dos extintores com padronização para tipo ABC (polivalente para qualquer tipo de sinistro).
    • Revisão das rotas de fuga, sinalização e iluminação de emergência.
    • Contratação dos serviços especializados de manutenção preventiva e corretiva do sistema de detecção e alarme de incêndios.
    • Realização de treinamento ainda no ano de 2018. Exercício de evacuação de pessoas e manuseio de equipamento de combate.

Sistema das instalações elétricas do prédio sede da FBN

  1. As instalações elétricas do prédio Sede atendem a atual demanda elétrica da edificação, o que foi atestado pelo laudo da empresa contratada em 2012 para elaboração do novo projeto de instalações elétricas a ser implantado. O sistema atual é objeto de ações de manutenção preventiva e corretiva, conforme recomendações das normas NBR5410 (instalação) e NR 10 (manutenção e operação).
    • As obras de instalação elétrica, previstas para aderência às normas vigentes, foram iniciadas em 2014, e paralisadas à revelia da FBN, em 2016, por inadimplência da empresa executante. Os serviços que foram executados até a paralização das obras não comprometem o funcionamento e a segurança do sistema elétrico existente.
    • A FBN promoverá a complementação do projeto aprovado, com vistas a atender às futuras demandas de climatização e cabeamento estruturado, com previsão de início em 2019. A execução desta ação depende da aprovação das disciplinas de climatização e cabeamento estruturado projetadas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, que se encontram em análise pelo IPHAN.

Demais endereços da Biblioteca Nacional

  • O prédio Anexo da FBN, na Av. Rodrigues Alves, possui 4 brigadistas, com cobertura 24 horas, 106 extintores de múltipla aplicação.
  • Apesar de não possuir acervo, a Casa da Leitura de Laranjeiras conta com 20 extintores de incêndio.
  • Existe projeto de prevenção e combate, detecção e alarme, sinalização de rota de fuga e iluminação de emergência para os dois espaços. Sua implantação está condicionada à liberação de recursos.
  • No dia 11 de maio de 2018, a Auditoria Interna iniciou uma auditoria de natureza operacional na segurança do acervo (furto e sinistro), prevista no planejamento anual, com previsão de término em novembro de 2018.
Central de detecção e alarme de incêndio - SDAI.
Sirene audiovisual endereçável e acionador manual endereçável.