Diretora do Instituto Camões visita exposição em homenagem a Monteiro Lobato

quinta-feira, 23 de maio de 2019.
Notícia
visita institucional, Monteiro Lobato
Nesta terça-feira, 21 de maio, a diretora do Instituto Camões, Alexandra Pinho, acompanhou a passagem dos jurados portugueses do Prêmio Camões pela Biblioteca Nacional e aproveitou para visitar a exposição em homenagem a Monteiro Lobato, que está em exibição no prédio sede da instituição.

cobertura-5292-diretora-instituto-camoes-visita-exposicao.jpeg

21 de maio de 2019 - a diretora do Instituto Camões, Alexandra Pinho, em visita à Biblioteca Nacional.
21 de maio de 2019 - a diretora do Instituto Camões, Alexandra Pinho, em visita à Biblioteca Nacional.

Segundo ela, o Sítio do Picapau Amarelo ocupa presença muito forte no imaginário de toda uma geração de portugueses que cresceram assistindo à série brasileira produzida pela Rede Globo. Alexandra esclarece que o Sítio alcançou enorme sucesso em Portugal na década de 80, o que contribuiu muito para a divulgação da obra de Monteiro Lobato no país.

 “Foi uma visitação com gosto de infância, tive vontade de ler novamente tudo o que o Monteiro Lobato escreveu. Foi ótimo chegar aqui e ser recebida pela Emília”, brincou Alexandra referindo-se à foto que fez com a imagem em grande formato da personagem Emília, de Monteiro Lobato, pelo traço do ilustrador Rui de Oliveira, em exposição na Biblioteca Nacional. A imagem, aliás, fez sucesso nas redes sociais da diretora do Instituto Camões. Ela conta que pouco depois de publicar a imagem, já havia recebido mensagens de amigos espalhados em diversos cantos do mundo, cada um guardando sua própria recordação do Sítio do Picapau Amarelo e de seus personagens.

Por ocasião da visita, Alexandra reuniu-se também com a presidente da Biblioteca Nacional, Helena Severo e com a diretora-executiva da instituição, Maria Eduarda Marques. Na ocasião, discutiram o andamento da criação de um prêmio de literatura infantil em homenagem a Monteiro Lobato, a contemplar autores de língua portuguesa.

21 de maio de 2019 - Alexandra Pinho, Helena Severo e Maria Eduarda Marques na Biblioteca Nacional.