Biblioteca Nacional ; Rio de Janeiro

A Biblioteca Nacional na crônica da cidade: a cidade; o leitor

Autor(es): 
Iuri Lapa e Lia Jordão

Coleção Rodolfo Garcia, n.43

Este livro apresenta ao leitor uma narrativa inesperada sobre a instituição bicentenária. O livro traz, através de uma compilação inédita de textos e imagens, uma Biblioteca Nacional que vai além de intencionalidades, iniciativas e vontades, dando ênfase às diversas formas como ela foi sendo apropriada, representada e “consumida” por seus leitores e pelos habitantes da cidade.

Com sua trajetória única entre todas as bibliotecas nacionais, a obra explora sua inserção no Rio de Janeiro, cidade da qual ela nunca se desvinculou, mesmo com a transferência da capital. Ao longo de sua história, a Biblioteca se desloca pela cidade, acompanhando a expansão urbana e deixando sua marca nas ruas por que passa.

Toda sorte de personagens, conhecidos ou anônimos, reais ou ficcionais, circulam pelos salões em busca das infinitas possibilidades que seu vasto acervo proporciona. Mais do que isso, vemos que por trás da aparentemente estática existência de uma biblioteca se revela uma exuberante teia de relações humanas.

O resultado oferta um panorama único da Biblioteca Nacional em sua inserção na urbe carioca, em seu usufruto cotidiano e no imaginário da cultura letrada.

A Biblioteca Nacional na crônica da cidade é obra composta por dois volumes e está dividida em quatro grandes capítulos: a Cidade, o Leitor, o Trabalho e o Acervo.